Imagina celebrar o Orgulho LGBT+ num país onde é crime ser gay.

Em Uganda, a homossexualidade é punida com até 14 anos de prisão. E, todo ano, as autoridades locais perseguem e ameaçam a comunidade LGBT+ para impedir qualquer tipo de comemoração no mês do Orgulho.

Mas, este ano, um corajoso grupo de ativistas está determinado a mudar isso!

E esse grupo vai contar com o apoio de 136 pessoas maravilhosas que contribuíram com essa campanha e ajudaram a All Out Brasil a arrecadar R$ 5 mil pra que nossas amigas e amigos de Uganda possam fazer uma Parada do Orgulho linda e totalmente segura.

Todas as doações acima da meta da campanha vão ajudar a financiar o trabalho da All Out Brasil. Se você quiser ajudar a gente a fazer mais campanhas como essa, você pode doar usando o formulário ao lado. 🖤



Se você não está no Brasil, clique aqui para doar.


* * * * * * * * *


Ao clicar no botão, você concorda em receber atualizações de campanha, pesquisas e pedidos de doação da All Out, como descrito na nossa política de privacidade. Você pode se descadastrar a qualquer momento.





Atingimos a meta! Agora apoie a All Out Brasil!

Goal: R$ 5.000



Por que é tão importante realizar uma Parada do Orgulho LGBT+ em Uganda?

O Isaac e o Gerald são parte da organização da Parada e responderam essa pergunta.



"Ser gay aqui em Uganda é ilegal e dá até cadeia. A Parada do Orgulho LGBT+ é uma oportunidade bem rara que a gente tem de celebrar a nossa existência e de mandar o recado de que a gente merece dignidade, segurança e respeito como todas as outras pessoas do nosso país.

Ao sair pelas ruas pra celebrar o nosso próprio Orgulho, a gente celebra também o das milhares de pessoas que têm medo de participar porque podem ser presas, agredidas, ou até mesmo mortas.

E eu sei que lutar por direitos LGBT+ aqui em Uganda é um risco muito grande. Mas é um risco que eu estou totalmente disposto a correr. Porque se a gente ficar calado, nada vai mudar e as pessoas vão continuar com medo. É por isso que eu me recuso a ficar calado."



"Há alguns anos, fui ao meu primeiro evento do Orgulho LGBT+. Começou como uma festa linda. Nunca tinha visto nada igual. Mas dezenas de policiais invadiram o prédio, batendo em todo mundo. Foi assustador.

Ninguém na minha família sabia que eu era gay. É ilegal aqui em Uganda. Tentei escapar o mais rápido que consegui: pulei do quarto andar. Me machuquei muito. Quando saí do hospital, me assumi gay. Foi muito difícil, mas depois eu me senti tão livre!

Nunca mais fui a outro evento do Orgulho, mas não porque eu não quis. É que todo ano as autoridades nos perseguem, nos intimidam e até se infiltram na nossa comunidade pra impedir que a gente realize outros eventos ou Paradas. Mas a gente não vai desistir nunca."
Compartilhe essa página!

A All Out é um movimento global que luta por um mundo onde ninguém tenha de sacrificar
sua família ou liberdade, segurança ou dignidade, por ser quem é ou amar quem ama.


Siga a All Out Brasil nas redes sociais!

All Out Brasil no Facebook All Out Brasil no Instagram